Acesso interno

Com canto e violão, músicos trazem a leveza da bossa nova ao campus Saúde

Projeto traz espetáculo diferente e gratuito todos os meses ao campus Saúde da UFMG.


    19 de setembro de 2019 - , ,


    Carolina Serdeira e Thiago Carreri. Foto: Carol Morena

    Carolina Serdeira e Thiago Carreri compartilharam o palco pela primeira vez neste 19 de setembro para apresentar um pouco do samba jazz e da bossa nova no projeto Quinta Cultural. A dupla soma mais de vinte e cinco anos de carreira musical, experiência que permitiu preparar repertório com canções autorais, além de clássicos nacionais.

    O violonista Thiago Carreri ressalta a importância de movimentos de incentivo à arte e à cultura dentro de espaços acadêmicos. “Ainda mais quando observamos momentos em que a cultura é deixada de lado, considerada menos válida que outros campos”, completa o músico.

    Carolina ecoa o sentimento, afirmando que é uma oportunidade de desenvolver um trabalho cultural. “É em apresentações como essa, num local diferente, que nós temos a possibilidade de ampliar o repertório cultural e artístico de quem está nos ouvindo. Além, claro, de propiciar um momento de lazer, de prazer”, descreve a cantora.

    Ao falarem sobre a parceria, os dois riram. “Parece que tocamos juntos há trinta anos, mas na verdade é minha primeira apresentação acompanhada do Thiago”, conta Carolina.

    Confira também o que o público achou da apresentação:

    Luiz Felipe Lopes, 19 anos, e Pedro Henrique Simões, 19 anos
    Estudantes do curso de Medicina da Faculdade de Medicina da UFMG

    Luiz Felipe (esquerda) Pedro Simões (direita). Foto: Carol Morena.

    “É uma ótima ideia, estou gostando bastante. É interessante porque, se já temos um espaço como esse aqui no campus, seria uma pena não usá-lo. E, ao ouvir músicas como essas, a gente consegue um momento de relaxamento, um momento para espairecer”, Luiz Lopes, 19 anos.

    “Apresentações como essas são legais, pois são uma chance de sairmos da rotina. Principalmente num curso tão intenso quanto o de Medicina, é uma ótima quebra de clima”, Pedro Simões, 19 anos.

    Nayara Silva, 27 anos
    Estudante do curso de Fonoaudiologia da Faculdade de Medicina da UFMG

    “Acho a iniciativa do Quinta Cultural uma ótima ideia. É uma oportunidade muito boa para se distrair, relaxar um pouco. Principalmente por acontecer na hora do almoço”.

    Natan Furletti, 29
    Estudante do curso de Nutrição da Escola de Enfermagem da UFMG

    “Gosto de bossa nova, então estou curtindo bastante. Como vendo doces aqui para minha namorada, estou sempre presente quando acontece uma apresentação. E é um circuito muito diverso, com conteúdo gratuito e acessível. Acho que é bem interessante, principalmente por se tratar de um público jovem, que muitas vezes não está familiarizado com alguns estilos, é uma oportunidade muito boa. Já aconteceu até de chamar meu pai para vir assistir, no semestre passado. Ele era fã da cantora, tinha o CD e tudo. Liguei e ele veio correndo para assistir.”

    O Quinta Cultural é um projeto atualmente coordenado pela Faculdade de Medicina da UFMG e oferece um espetáculo diferente e gratuito todos os meses no campus Saúde da UFMG.

    Confira a galeria do evento (Fotos: Carol Morena):