Notícias Externas

Campus Saúde recebe blitz educativa do Movimento Maio Amarelo


Publicado em: ExternasNotícias - 17 de maio de 2017

Jayne Ribeiro*

Blitz educativa buscou conscientizar condutores para um trânsito mais seguro e melhor. Foto: Carol Morena

O Campus Saúde da UFMG recebeu hoje, dia 17 de maio, uma blitz educativa que visa à conscientização dos condutores para um trânsito mais seguro e melhor. A iniciativa é uma parceria do Campus com a Guarda Municipal de Belo Horizonte, a BHTrans e o Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG).

A ação aconteceu na Avenida Professor Alfredo Balena, próxima a entrada do Campus. Com o tema “Minha escolha faz diferença”, condutores foram alertados sobre como suas escolhas no trânsito influenciam sua vida e de outras pessoas. Durante a blitz, o agrupamento “Guardião do Riso” abordou condutores, de forma descontraída, para fazer perguntas referentes às regras de trânsito e para lembrar a importância de estar com todos os equipamentos de segurança no veículo.  Também foram distribuídos panfletos e kits instrucionais.

Segundo o sargento de Classe Especial da Guarda Municipal, Nascimento, no trânsito, todas as pessoas são responsáveis umas pelas outras. “Por isso, é importante conscientizar os condutores de seus deveres, como o respeito à sinalização da via, a velocidade estipulada e a necessidade de garantir que o veículo esteja sempre em condições adequadas para trafegar”, explicou.

O sargento Nascimento também explicou que os motociclistas são o foco principal da ação. “Eles são o grupo de pessoas que mais se envolvem em acidentes de trânsito e, infelizmente, na maioria das vezes, sofrem lesões irreparáveis. Essa situação, geralmente, acontece porque eles não usam de forma adequada todos os equipamentos de segurança. Então, buscamos alertá-los quanto a isso na blitz educativa”, afirmou.

Para o agente de trânsito da BHTrans, Robison Alves da Silva, a educação é o caminho para um trânsito consciente. “A partir do momento que você trabalha a educação no trânsito, você mostra para as pessoas os impactos de suas ações. E nós conseguimos perceber que, quando a pessoa compreende de verdade a importância de atitudes conscientes, suas ações mudam. A educação transforma as pessoas”, argumentou.


Maio Amarelo

O Brasil figura entre os dez países responsáveis por 62% das vítimas em acidentes no mundo, sendo o quinto em mortes. O alto índice preocupa a Organização das Nações Unidas (ONU), que promove, até 2020, a Década de Ação para a Segurança no Trânsito. A intenção é colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para discutir o tema, engajar-se em ações e propagar o conhecimento, abordando toda a amplitude que a questão do trânsito exige, nas mais diferentes esferas.

A cor amarela foi escolhida em alusão à sinalização de advertência, utilizada nos semáforos. Por isso ficou conhecida como a cor da atenção pela vida. Assim como os movimentos de conscientização de combate ao câncer de mama, de próstata e contra o vírus HIV, o Maio Amarelo também é simbolizado pelo laço, nesse caso, amarelo.

Leia também:

Violência no trânsito: o individualismo em números

Saúde e Paz inscreve para fórum sobre violência no trânsito

Redação: Jayne Ribeiro – estagiária de jornalismo
Edição: Larissa Rodrigues

Fotos: Carol Morena

    Contador de visitas: 374 visualizações

    Veja também: