Na manhã desta sexta-feira, a blitz da campanha “Bocados de Gentileza” alterou a rotina dos frequentadores do campus Saúde. Alunos, funcionários e professores foram abordados para conhecer a proposta da iniciativa. Eles receberam kits com bottons, folheto explicativo, adesivo e lixeira para carro, além de um bloco de “multas simbólicas”. Sem valor legal ou conseqüências financeiras, elas podem ser utilizadas para conscientizar pessoas que desrespeitem as leis de trânsito.

O objetivo da campanha é promover a conscientização de todos sobre a importância da preservação do bom ambiente dos campi da universidade. Todos da comunidade da UFMG estão convidados a participar da iniciativa.

Veja como a iniciativa repercutiu entre alunos, funcionários e professores do campus Saúde:

“A campanha é de extrema importância para a conscientização dos frequentadores do campus. Passamos a maior parte dos nossos dias aqui, geralmente entre 7h30 às 18h. Se houver maior reflexão por parte de todos, poderemos transitar com mais segurança em ambientes limpos e agradáveis.”
(Eliana Machado, aluno do 7º período do curso de Medicina)

Para Kaiser Bergmann, campanha ajuda a reverter pensamento egoísta

“Constantemente sou acometido pela sensação de que o mundo está cada vez pior e as pessoas muito individualistas. O ‘Bocados de Gentileza’ tem a função de reverter esse pensamento egoísta porque chama a atenção das pessoas para o pensamento coletivo. Também incentiva cada um a fazer sua parte para que o espaço público seja aprazível de se frequentar. Repensar as relações interpessoais e enxergar o próximo são atitudes fundamentais para melhorarmos a qualidade de vida.”
(Kaiser Bergmann, funcionário do Centro de Informática da Faculdade de Medicina)

“A iniciativa tem o objetivo valioso de reativar a memória das pessoas para coisas simples e cujo impacto reflete na vida de todos. O processo de educação é contínuo. Muitas coisas nos passam despercebidas e é necessário que reativemos nossa motivação para a boa convivência, para a prática de fato. São valores do cotidiano, como a paciência no trânsito e a coleta seletiva de lixo. É preciso treino para agir com consciência. Particularmente, sou adepto do reflorestamento e planto muitas árvores, principalmente espécies da Mata Atlântica. Mas é preciso deixar claro que só plantar não resolve o problema, a política ambiental vai muito além.”
(Ricardo Pimenta Figueiredo, professor do Departamento de Pediatria)

Belilo considera pertinente a discussão sobre normas do trânsito

“Abordar a questão do trânsito é de fato pertinente. Sempre existem aqueles que desrespeitam as normas do estacionamento do campus Saúde. Para atender à demanda, a organização é fundamental. É preciso que carros e pedestres sigam as normas de circulação, onde quer que eles estejam. Campanhas que incentivem o uso da educação e da gentileza são sempre oportunas.”
(Luís Fernando Belilo, vigilante do campus Saúde)

Saiba mais sobre a campanha em reportagem do Boletim UFMG.

 

 

    Contador de visitas: 950 visualizações

    Veja também: