Brasil pode colocar Pezinho na África


Publicado em: Notícias - 21 de maio de 2008

O Núcleo de Ações e Pesquisa em Apoio Diagnóstico (Nupad) e a Diretoria da Faculdade de Medicina da UFMG receberam, na manhã de hoje, 21 de maio, uma comitiva formada por dois profissionais de saúde senegaleses. A iniciativa faz parte de política de cooperação entre o Ministério da Saúde brasileiro com países africanos.

Os africanos vieram conhecer as pesquisas e trabalhos desenvolvidos pelo Núcleo na área da triagem neonatal, especialmente para doença falciforme. Eles vão visitar até a próxima segunda-feira, 26, os laboratórios do Nupad e da Fundação Hemominas, além das unidades de saúde básica do SUS onde ocorre a coleta de material para o exame.

Para a coordenadora da Política Nacional de Atenção Integral às Pessoas com Doença Falciforme e outras Hemoglobinopatias, do Ministério da Saúde, Joice Aragão de Jesus, a idéia é propiciar à delegação a vivência do Programa Estadual de Triagem Neonatal de Minas Gerais (PETN-MG), conhecido como Teste do Pezinho.

Além de ser referência mundial na área, o Programa mineiro, que cobre a totalidade do território do estado, se estende por área superior à de vários paises africanos, inclusive à do Senegal.

O professor José Nelio Januario, diretor geral do Nupad, informa que o objetivo do encontro é dar continuidade a um processo de cooperação, já firmado entre brasileiros e senegaleses.

Segundo o professor Francisco Penna, diretor da Faculdade, este contato é muito importante. “Inclusive, poderá ser estendido para outros setores da Faculdade de Medicina”, avalia, prevendo outros desdobramentos.

Nelio Januario conta ainda que os contatos com as autoridades de saúde do Senegal surgiram em 2006. A partir de um seminário internacional sobre Doença Falciforme, realizado em Dacar – capital do país africano -, em 2006.

No final do ano passado, representantes do Nupad integraram uma missão promovida pelo Ministério da Saúde. Foi quando eles conheceram e avaliaram a realidade local e puderam identificar similaridades entre as realidades dos dois países. No sábado, uma reunião irá determinar os rumos do intercâmbio. A comitiva permanece na Faculdade de Medicina até o dia 26 de maio, próxima segunda-feira.

Texto: Com Luciana Carvalho – Estudante de Jornalismo
Foto: Luciana Carvalho

Leia mais
Cooperação entre Brasil e África inclui a doença falciforme – 21 de junho de 2007

Faculdade de Medicina recebe missão do Senegal
– 21 de maio de 2008

    Contador de visitas: 880 visualizações

    Veja também: