Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


Outros quadros de alergia também são destaques do programa de rádio da Faculdade de Medicina da UFMG.

Espirros frequentes, nariz escorrendo e inchaço nos olhos. O que aparenta ser um resfriado prolongado pode ser, na verdade, uma reação alérgica a algum componente do ambiente. E esses sintomas podem ser mais comuns do que se imagina, já que, segundo dados da Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia, 30% da população em geral possui algum tipo de alergia.

As características físicas de alguns animais representam uma das principais causas de manifestações alérgicas nas pessoas. A pneumologista e professora do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina, Laura Lasmar, destaca que gatos, cachorros e baratas são os bichos que causam mais alergia no Brasil. “É o epitélio desses animais que desencadeia os sintomas alérgicos”, afirma.

Ilustração: Carina Cardoso

Nas épocas do ano em que o ar está mais seco, as alergias aos animais se tornam ainda mais comuns e as reações apresentadas são mais intensas. A pneumologista explica que isso ocorre devido às partículas de poeira em suspensão no ar, que provocam essas reações a quem tem alergia a pelos de animais e ao epitélio da barata. “É uma combinação de dois fatores: um seria o próprio pelo ou o epitélio do animal e o outro seria os ácaros que se alimentam disso, o que produz um sinergismo”, esclarece Laura Lasmar.

E em relação ao tratamento, a professora revela que, assim como todos os outros tipos de alergia, é fundamental evitar o agente causador das manifestações. Desta forma, quem tem alergia relacionada a algum animal, deve procurar não entrar em contato com ele. Ela ressalta ainda que, em algumas situações, o epitélio do gato pode ficar no ambiente por seis meses depois que você retira o animal do ambiente. “Já no caso da barata, o ideal é promover uma dedetização e tampar os ralos da residência”, conclui.

Tema da semana

Na série Alergias e intolerâncias, especialistas discutem quais são os medicamentos e profissões mais ligados aos casos alérgicos, entre outros assuntos. Confira a programação:

Alergia respiratória relacionada a animais – segunda-feira (20/05/2013)

Alergia a medicamentos – terça-feira (21/05/2013)

Alergias respiratórias – quarta-feira (22/05/2013)

Alergia na pele – quinta-feira (23/05/2013)

Intolerância e intoxicação alimentares – sexta-feira (24/05/2013)

Sobre o programa de rádio

O Saúde com Ciência é produzido pela Assessoria de Comunicação Social da Faculdade de Medicina da UFMG e tem a proposta de informar e tirar dúvidas da população sobre temas da saúde. De segunda a sexta-feira, às 5h, 8h ou 18h03, ouça o programa na rádio UFMG Educativa, 104,5 fm. Ele ainda é veiculado em 29 emissoras de rádio em Minas Gerais. Também é possível conferir as edições pelo site do Saúde com Ciência.

    Contador de visitas: 407 visualizações

    Veja também: