Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


Saúde íntima da mulher é assunto no Rádio


Publicado em: Notícias - 11 de Março de 2011

Rita Lee disse, em uma canção, que mulher é um “bicho esquisito”, pois “todo mês sangra”. Mas o corpo feminino, além de “sangrar”, também está bastante propício a uma série de corrimentos, que, na maioria dos casos, sinalizam alguma doença ou irregularidade no organismo.

Reação a substâncias irritantes, como desodorante íntimo, determinados materiais, como látex, higiene inadequada e microorganismos – fungos, protozoários ou bactérias – podem provocar os corrimentos. Em algumas situações, porém, o próprio corpo feminino é responsável por esse incômodo.

“Quando a mulher ovula, no meio do ciclo, há um aumento da secreção vaginal. É um corrimento branco ou transparente que deve existir. Sinaliza fertilidade”, explica a médica professora aposentada da Faculdade de Medicina da UFMG, Jacy Bastos Gorgens. Nesse período, o recomendável é trocar a calcinha duas vezes por dia.

A vaginite, a mais conhecida inflamação que causa corrimento vaginal, é caracterizada também pela sensação de umidade, odor desagradável, coceira e, em alguns casos,  dores na região vulvar e sensação de peso.

Existem ainda outras “ites” que podem causar esses sintomas. “Temos a cervicite, que é sinônimo de infecção no colo uterino. Também temos a endometrite, inflamação do endométrio, dentro do útero, que vai exteriorizar na vulva com a secreção”, disse a professora Jacy Bastos, que cita também as anexistes, que são inflamações das trompas de falópia, e outras e candidíase, doença bastante comum no verão.

Alguns desses “problemas íntimos” podem provocar ainda sangramento e ardor. Em todo o caso, é recomendável procurar um ginecologista para avaliação e início de um possível tratamento.

Saúde com Ciência

“Corrimento vaginal” é um dos assuntos da edição “Saúde Íntima da Mulher” do Saúde com Ciência, programa de rádio produzido pela Faculdade de Medicina da UFMG. Confira os cinco temas que serão veiculados entre os dias 14 e 18 de março.

Segunda-feira – 14 de março – Candidíase

Terça-feira – 15 de março – Corrimento Vaginal

Quarta-feira – 16 de março – Vulvite

Quinta-feira -17 de março – Infecção Urinária

Sexta-feira -18 de março – Mioma

O programa é veiculado em vinte emissoras de rádio. Também é possível conferir as edições pelo site do Saúde com Ciência.

    Contador de visitas: 430 visualizações

    Veja também: