Notícias Externas

É preciso cuidar da depressão na gestação


Publicado em: Aspas SonorasExternas - 4 de janeiro de 2019

O  acompanhamento médico e familiar é importante para a melhora do quadro de depressão na gestante

Por Nathalia Braz *

A depressão é uma condição clínica, que se manifesta em pessoas de qualquer idade e em momentos diferentes da vida. Algo que não é de conhecimento de todos é que a depressão pode manifestar-se também no período da gestação. O diagnóstico precoce é importante nesse quadro depressivo, pois se a pessoa fica sem o tratamento adequado durante muito tempo, pode acarretar graves consequências, como alterações da realidade e pensamentos relacionados à morte.

Foto: Pixabay

A avaliação da rotina da mãe é um dos principais parâmetros que o profissional leva em consideração na avaliação, tanto para o diagnóstico quanto para o tratamento. É recomendado que a própria paciente ou os familiares e pessoas próximas a ela busquem ajuda de um psiquiatra para iniciar o acompanhamento médico. O professor do Departamento de Saúde Mental da Faculdade de Medicina da UFMG, Paulo Brasil, cita as principais orientações para as mães:

 

Humor deprimido, perda do interesse em atividades habituais, desânimo, alterações de sono e apetite, sentimentos de culpa exagerados e algumas formas mais graves, como alterações da realidade e pensamentos relacionados à morte são alguns dos sintomas da depressão. De acordo com os critérios do diagnóstico realizado pelo médico, é indicado o tratamento para melhorar a qualidade da saúde e do bem estar, tanto do bebê quanto da mãe. Paulo Brasil dá exemplos de cuidados recomendados para que os familiares e pessoas mais próximas adotem:

 

Foto: Pixabay

Algumas pessoas, segundo o professor Paulo Brasil, têm receio de usar medicamentos psiquiátricos e antidepressivos durante o tratamento, na gestação e no período pós-parto. Esse cuidado com a medicação é importante e, por isto, a paciente deve seguir as orientações prescritas pela equipe médica responsável. O uso desses medicamentos pode trazer benefícios para a gestante e para o bebê, se tomados corretamente:

Paulo Brasil também alerta que, se o tratamento não for seguido corretamente, pode trazer consequências não só para a mãe, mas também para o bebê. Existem estudos que afirmam que filhos de pessoas com transtornos psiquiátricos têm mais chances de também desenvolver no futuro os mesmos quadros, segundo o psiquiatra Paulo Brasil. Por isto, o cuidado maternal é importante no desenvolvimento dos primeiros anos de vida do bebê:

 

Aspas Sonoras

As “Aspas Sonoras”, produção do Centro de Comunicação Social da Faculdade de Medicina da UFMG, ampliam a discussão sobre os temas abordados nas séries de rádio realizadas pelo Saúde com Ciência. As matérias apresentam áudios e textos inéditos do material apurado na produção das séries.

 

*Redação: Nathalia Braz – estagiária de jornalismo

Edição: Gilberto Boaventura

    Contador de visitas: 173 visualizações

    Veja também: