Você está convidado a preencher o formulário do projeto Imagem da Semana sobre o uso de redes sociais como ferramenta de ensino médico.
Pedimos que preencha os dados aqui com seriedade, a fim de melhorar nosso serviço e a estruturação do projeto. Garantimos o sigilo de todos os participantes do questionário, sua identificação não será necessária.

Anterior

Caso 405

Próximo


Clique sobre as imagens acima para aumentar

Mulher, 31 anos, comparece à consulta de pneumologia queixando-se de dispneia, fadiga e tosse há quatro meses, com piora progressiva dos sintomas. Diagnóstico de asma na infância, com crises intensas e história de 3 episódios de pneumonia no último ano. Nega tabagismo. Iniciado tratamento para asma e solicitada radiografia de tórax, que evidenciou área de atelectasia em lobo médio do pulmão direito. Na consulta de retorno, houve melhora da dispneia e tosse, porém com persistência de sibilos localizados no lobo direito à ausculta. Solicitadas tomografia do tórax e broncoscopia.

Com base na história clínica, exame físico e achados dos exames de imagem, qual o diagnóstico mais provável para essa paciente?

a) Carcinoma de células escamosas

25%

b) Tumor carcinoide

25%

c) Hamartoma endobrônquico

25%

d) Papiloma intraluminal

25%
   

Análise da imagem

Imagem 1: TC do tórax sem contraste, reformatação coronal oblíqua no eixo da árvore traqueobrônquica, janela para de parênquima pulmonar. Presença de nódulo sólido com densidade de partes moles, de contornos regulares e limites bem definidos, que ocasiona obstrução luminal no brônquio intermédio direito (seta vermelha).