Você está convidado a preencher o formulário do projeto Imagem da Semana sobre o uso de redes sociais como ferramenta de ensino médico.
Pedimos que preencha os dados aqui com seriedade, a fim de melhorar nosso serviço e a estruturação do projeto. Garantimos o sigilo de todos os participantes do questionário, sua identificação não será necessária.

Anterior

Caso 02

Próximo


Clique sobre as imagens acima para aumentar

LSD, 26 anos, natural da Bolí­via, foi trazido ao Hospital João XXIII pela Polí­cia Federal, que o identificou como suspeito de transportar drogas ilí­citas. Se encontra assintomático e sem queixas.

Observando a imagem, constituem condutas adequadas nesse caso, exceto:

a) Realizar endoscopia digestiva para retirada do conteúdo

25%

b) Monitorização continua do ECG e temperatura corpórea

25%

c) Administrar carvão ativado

25%

d) Administrar laxantes

25%
   

Análise da imagem

A Tomografia Computadorizada com reconstrução em 3D mostra múltiplas cápsulas no intestino compatíveis com papelotes usados para transporte de drogas ilícitas.

Discussão do caso

“Body packers” ou “mulas” são indivíduos que usam o próprio corpo para transportar substâncias psicoativas ilícitas, preparadas na forma de cápsulas e destinadas ao tráfico. A cocaína é a droga mais freqüentemente contrabandeada dessa maneira e os papelotes podem ser ingeridos ou inseridos em cavidades corporais.

O exame padrão-ouro para a investigação é o estudo radiológico simples do abdome, que possui alta especificidade e sensibilidade (97% e 85% respectivamente) e é de baixo custo. No entanto, uma sensibilidade de 85% é relativamente baixa para um potencial de gravidade muito elevado. Assim sendo, a tomografia computadorizada helicoidal com multidetectores é vantajosa, pois permite uma contagem mais adequada do número de cápsulas ingeridas. Podemos observar que a realização do exame consegue individualizar cada envelope e em casos de duvida poderia excluir a ingestão, reduzindo o tempo de internação em unidade de alta complexidade. Poderia também determinar o período total da permanência do individuo sob monitoração.

Uma vez confirmado a presença de papelotes pelo exame de imagem, a conduta é manter o paciente sobre monitorização contínua do ECG e temperatura corporal, além de administrar carvão ativado e laxantes (TRAUB, 2003). O paciente deve ser mantido na UTI por pelo menos 48h e todas as evacuações devem ser acompanhadas pelo agente da Polícia Federal para recuperação das cápsulas.

A endoscopia digestiva para retirada dos papelotes está contra-indicada, pois o invólucro usado normalmente é plástico e este pode romper durante a retirada.

Em caso de sinais ou sintomas de toxicidade por cocaína ou de obstrução intestinal, está indicado intervenção cirúrgica imediata.

Sobre a técnica da imagem

Após aquisição volumétrica das imagens tomográficas (os vários cortes), procede-se ao pós-processamento com reconstrução tridimensional, em estação de trabalho própria (workstation) através de várias técnicas, sendo as principais chamadas MIP (`maximum intensity projection´) e VR (`volume rendering´). A primeira mapeia os voxels de alta densidade e os ressalta, permitindo, portanto, reconstruções vasculares, e a segunda, mapeia voxels com densidades semelhantes em cores diferentes, permitindo demonstrar cada estrutura separadamente.

Para que as reconstruções 3D tenham qualidade é necessário que as aquisições sejam preferencialmente obtidas em tomógrafos multidetectores, com cortes de fina espessura.

Aspectos relevantes

- Realizar radiografia simples de abdome em pelo menos 2 incidências

- Se possível, realizar tomografia computadorizada

- Administrar carvão ativado e laxantes

- Manter sob monitorização contínua

- Não realizar endoscopia digestiva para retirada dos papelotes

- Não tentar induzir vômitos

- Intervenção cirúrgica imediata caso sinais ou sintomas de ruptura de papelote ou obstrução intestinal

Informações adicionais

- HERGAN, K.; KOFLER, K.; OSE, W. Drug smuggling by body packing: what radiologists should know about it. Forensic Medicine. European Radiology. 14 : 736-42, 2004.

- HARIS, A. et al. Clinical management of cocaine body packers: the Hillingdon experience. Presented at the Annual Scientific Meeting of the Association of Surgeons of Great Britain and Ireland in Manchester. 18-20, 2008.

- TRAUB, M. D. et al. Body Packing — The Internal Concealment of Illicit Drugs. New England Journal of Medicine. 349 : 2519-26, 2003.

Responsáveis

Roberta Campos, acadêmica monitora do estágio em toxicologia do HPSJXIII, email: roberta1907[arroba]hotmail.com.

Manuel Schutze, acadêmico de medicina do 10º período da FM-UFMG. E-mail: mschutze[arroba]gmail.com

Orientador

Alberto S. Sato, médico plantonista do serviço de toxicologia do HPSJXIII, email: albertosato[arroba]terra.com.br.

Questão de prova

a)

25%

b)

25%

c)

25%

d)

25%

e)

25%
   

Commentics

Sorry, there is a database connection problem.

Please check back again shortly.

Bookmark and Share

Siga o Imagem:      Twitter  |    Facebook  |    Informativo semanal  |    E-mail