1. Avaliação em Saúde e Serviços de Saúde

Objetiva investigar e avaliar serviços de saúde e sua relação com doenças/eventos de relevância em saúde pública, incluindo mortalidade, doenças infecciosas ou crônicas, e marcadores de uso de serviços. Estuda a inter-relação estrutura, processo e resultados com destaque para qualidade da atenção à saúde, incluindo acesso, utilização, eficácia, eficiência, equidade, adesão, ações de vigilância epidemiológicas, dentre outros. São utilizadas metodologias qualitativas e quantitativas, destacando-se inquéritos, estudos de coorte, e caso-controle.

2.Economia da saúde e gestão de sistemas de saúde

Os projetos desenvolvidos buscam analisar e avaliar as políticas de saúde e bem estar social, seus determinantes e resultados, a fim de elaborar alternativas para a alocação de recursos e possibilidades de obtenção de eficiência e equidade.

3.Epidemiologia das doenças e agravos não transmissíveis

Objetiva estudar as doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) e ocupacionais, suas condições precursoras e complicações bem como seus fatores de risco proximais, mediais e distais, com vistas a incrementar o estado da arte no tema, reunir e gerar evidências científicas para orientar ações de saúde pública. Estuda morbidades em grupos de trabalhadores, examinando as relações desses eventos com a inserção e as condições de trabalho presentes e pregressas.

4.Epidemiologia da saúde do idoso

A linha de pesquisa em saúde do idoso baseia-se em estudos de base populacional, tais como a coorte de idosos de Bambuí e os inquéritos de saúde da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Os projetos inseridos nessa linha de pesquisa têm por objetivo realizar estudos epidemiológicos sobre as condições de saúde dos idosos e seus determinantes.

5.Saúde urbana

Aborda a saúde das cidades e as tendências espaciais e temporais, desenvolvendo projetos multidisciplinares e intersetoriais para examinar eventos relacionados à saúde das populações no contexto da urbanização e seus agravos com ênfase nas iniquidades e seus determinantes.

6. Condições de Trabalho e Saúde

Os projetos investigativos articulados à linha Condições de Trabalho e Saúde são baseados em conceitos e métodos que orientam abordagens compreensivas de morbidades em grupos ocupacionais específicos. Inquéritos ocupacionais específicos são realizados no setor público de saúde, nas escolas do ensino fundamental, no setor judiciário e no setor do transporte coletivo urbano. Tais produtos são a base para a elaboração de políticas de recursos humanos em saúde no âmbito do Ministério da Saúde do Brasil e da Organização Pan-Americana de Saúde, e para responder às demandas de insumos para as ações e intervenção em ambientes dos serviços públicos municipais e federais