Qualidade de vida e diagnóstico precoce do câncer na infância e na adolescência

Apresentação

“Qualidade de Vida e Diagnóstico Precoce do Câncer na Infância e Adolescência” é um dos eixos do Observatório da Saúde da Criança e do Adolescente (ObservaPed) que tem como objetivo complementar as atividades já desenvolvidas pelo Observatório, com ênfase no diagnóstico precoce e qualidade de vida das crianças e adolescentes com câncer.

Introdução

O câncer constitui a primeira causa de óbito por doença na infância e adolescência, tanto em países desenvolvidos quanto naqueles em desenvolvimento como o Brasil. Infelizmente, no Brasil o tempo que decorre entre o início dos sintomas e o diagnóstico do câncer é maior que nos países de primeiro mundo. Estudos indicam que quanto maior o tempo até o diagnóstico, maior o risco de doença metastática e de morte, além da necessidade de tratamentos mais intensivos e, por vezes, mutiladores. A demora na procura por cuidados médicos pode ser consequência do menor acesso aos serviços de saúde ou da falta de conhecimento da possibilidade de diagnóstico e de cura do câncer. Para a criança ou adolescente com câncer a qualidade de vida pode ser comprometida pela dor causada pela doença e/ou tratamento, pela falta de energia para desempenhar suas atividades diárias ou pelo medo acerca do seu futuro.

Diante do exposto, iniciativas direcionadas para o diagnóstico precoce e cuidado integral às crianças com câncer são necessárias e urgentes.

Justificativa

O Serviço de Hematologia e Oncologia do Hospital das Clínicas da UFMG é referência estadual no tratamento das neoplasias malignas da infância. Com o crescimento deste serviço, percebemos a necessidade de alertarmos a população e treinarmos adequadamente os alunos de graduação e profissionais de saúde para o encaminhamento rápido desses pacientes aos centros de referência em oncologia pediátrica e assim contribuir para a redução do tempo de diagnóstico. Também sentimos necessidade de conhecer o grau de comprometimento da qualidade de vida dos pacientes, o que poderá nos auxiliar a encontrar o equilíbrio do delicado balanço entre o tratamento agressivo que almeja a cura e seus efeitos adversos.

Relevância

A relevância deste projeto é que, por meio das atividades de pesquisa, capacitação e educação em saúde, poderá contribuir para fundamentar uma melhor abordagem diagnóstica e terapêutica, com repercussões na sobrevida e na qualidade de vida das crianças e adolescentes com câncer.

Objetivos

Promover ações para melhoria da qualidade de vida e para o diagnóstico precoce do câncer na infância e adolescência.

Atividades Desenvolvidas:

  • Atividades para capacitação teórica e prática dos alunos da graduação para a identificação dos sinais e sintomas de suspeição do câncer na infância e adolescência;
  • Oficinas de treinamento dos alunos bolsistas para apresentação de palestras sobre o diagnóstico de câncer na infância e adolescência;
  • Criação de material didático alertando para o diagnóstico precoce do câncer na infância e adolescência;
  • Elaboração e divulgação de cartilhas com orientações aos pacientes oncológicos e seus familiares para melhoria do cuidado e qualidade de vida;
  • Oficinas de capacitação dos profissionais de saúde que atuam no Programa de Saúde da Família para identificarem precocemente os sinais e sintomas de suspeição do câncer na infância e adolescência.
  • Palestras para a população em geral alertando para os sinais e sintomas mais comuns do câncer na infância e adolescência.

EQUIPE ATUAL

Coordernadora:
Karla Emília de Sá Rodrigues

Raissa Domingues de Simoni Silveira
Laura Defensor Ribeiro
Lucas de Andrade Saraiva
Fernanda Menezes de Faria
Mariana Wernersbach Chagas
Joice Carneiro Dias Prodigios

Material produzido pelo eixo

Pôsteres

Material de referência

Blog