Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


IMG_4684

Foto: Carol Morena.

O projeto “Para Elas – Por Elas, Por Eles, Por Nós” da Faculdade de Medicina da UFMG está arrecadando bijuterias para que sejam reaproveitadas em oficinas de restauração formadas por mulheres em situação de vulnerabilidade social. Os interessados em contribuir podem deixar os itens na caixa sinalizada, na entrada da Faculdade.

Além das bijuterias, são aceitos outros materiais, como linhas, agulhas, retalhos de tecidos e miçangas, que serão usados na restauração e confecção de novas peças.  É recomendado que os objetos sejam amarrados em sacos plásticos, para evitar a deterioração.

Segundo a coordenadora do projeto e professora do Departamento de Medicina Preventiva Social, Elza Machado de Melo, a iniciativa complementa as demandas vivenciadas no Ambulatório da Rede de Práticas de Promoção de Saúde da Mulher em Situação de Vulnerabilidades, criado no final do ano passado, no Hospital das Clínicas da UFMG.

O objetivo da ação é propiciar, às mulheres atendidas no Ambulatório, a oportunidade de transformar a realidade social na qual estão inseridas. “A vulnerabilidade social também é uma das formas de violência. Desse modo, com esse novo projeto, nós estaremos construindo laços de solidariedade entre essas mulheres, além de criar uma oportunidade para a geração de renda”, explica Elza. A coordenadora ainda conta que o projeto vai atuar diretamente nos locais onde as mulheres estão inseridas. “O diferencial é que o trabalho de reconstrução das bijuterias será realizado no local onde elas vivem. Nós vamos aos territórios dessas mulheres”.

As oficinas serão ministradas por profissionais ao longo de todo o ano, incentivando a criatividade e uma nova receita financeira. “A primeira oficina já acontece neste mês de janeiro, na região norte de Belo Horizonte”, destaca Elza.

    Contador de visitas: 4.480 visualizações

    Veja também: